Compartilhe

Nas últimas décadas a Psicologia Positiva emergiu como uma área de estudo científico que vai para além de uma abordagem centrada nos problemas e nas patologias, para se endereçar teórica e empiricamente à construção da qualidade de vida nas organizações, no indivíduo e no grupo.

Portanto a Psicologia Positiva é uma vertente dentro da Psicologia que estuda aspectos que possam contribuir com a nossa felicidade, concentrando-se em aspectos positivos da existência humana.

A Psicologia Positiva oferece boas práticas para melhorar o desempenho e aumentar a sensação de bem-estar pessoal. Logo é muito utilizada em consultórios de psicólogos, consultorias, processos de coaching, treinamentos e nas organizações.

Com ascendências na ciência do comportamento humano, essa abordagem permite focar nos aspectos positivos da experiência dentro da organização, para promover o bem-estar na sua empresa e adotar uma visão mais otimista.

A organização que trabalha com a Psicologia Positiva possui como objetivo despertar o potencial dos colaboradores, aumentar o engajamento e construir uma cultura inovadora — tendo a felicidade no trabalho como referência.

Sabemos que a maioria dos profissionais se sentem infelizes no trabalho e procuram um novo emprego.

Essa insatisfação em relação ao trabalho reflete diretamente na baixa produtividade no trabalho, no altíssimo índice de turnover e absenteísmo, nos exagerados custos com processos seletivos e na baixa retenção de talentos nas organizações.

É importante salientar que muitos fatores que causam descontentamento podem ser trabalhados, como a sensação de reconhecimento, estresse e solidão. Deste modo, a Psicologia Positiva torna-se uma grande aliada para gestores que desejam desenvolver suas equipes.

Por meio da ciência da felicidade, é possível proporcionar o desenvolvimento de características pessoais que colaboram para a satisfação. Como o otimismo, a autodeterminação e o autoconhecimento.

Os resultados da Psicologia Positiva para os profissionais envolvem controle emocional, maior motivação, sentimento de pertencimento e propósito, melhora da autoestima e dos relacionamentos interpessoais.

No âmbito profissional esse estudo contribui para equipes mais participativas e engajadas, lideranças inspiradoras e colaboradores mais satisfeitos.

As organizações que investem na Psicologia Positiva promovem um ambiente favorável a inovação, ao autodesenvolvimento e consequentemente a retenção de talentos.

A postura otimista, instituída pela Psicologia Positiva, ensina que as competências podem ser adquiridas e melhoradas e o enfoque em aspectos positivos também ajuda a promover um ambiente de trabalho saudável, com clima e cultura agradável, contribuindo para a prevenção de doenças, absenteísmo, turnover, baixa produtividade e retrabalho, agregando na economia de recursos para as organizações.

Então, que tal essas dicas que só a Conexão Talento sabe dar para melhorar o clima organizacional?

Você pode clicar aqui para se inscrever na nossa newsletter e receber conteúdos exclusivos sobre as principais notícias do RH, a evolução do papel da liderança, tendências ligadas ao DHO, métodos e ferramentas para gestão de pessoas e muito mais.

AH E CLARO: Caso você sinta que precisa de uma ajuda para entender e melhorar o ambiente da sua empresa, conte com a gente. Temos um time de profissionais especializados em transformar o seu negócio de forma estratégica e sempre visando os resultados!

Fontes: (Csikszentmhihalyi & Csikszentmhihalyi, 2006; Seligman, 2002; Seligman & Csikszentmhihalyi, 2000; Seligman, Steen, Park & Peterson, 2005; Pina e Cunha, Rego, & Campos e Cunha, 2007)