Antes de discorrer sobre o assunto, gostaria de deixar todos na mesma pauta visto que o termo utilizado não se encontra no Google facilmente (pelo menos em português), quando se pesquisa sobre, ele nos direciona imediatamente a assuntos relacionados a merchandising.

Neste caso, me refiro aos produtos prontos, comerciais, já existentes no mercado, nas lojas, no varejo, produzidos em série, para pronta entrega.

Como estou falando de um sistema organizacional, me refiro especificamente dos programas prontos, comercialmente disponíveis, padronizados.

O mundo VUCA (volátil, incerto, complexo e ambíguo) reforça o tempo todo sobre as mudanças constantes que vivemos, o tempo que escorre pelas nossas mãos, o amanhã que está anuviar, e que estamos cada vez mais conectados e existem muitas formas de análise de contextos por vários vieses.

Em função disto, em qual momento vale a pena utilizarmos um “produto de prateleira” ou um produto personalizado/customizado?

Os “produtos de prateleira” sempre estarão ao nosso dispor, ao escolher esta opção, estamos sujeitos a aceitar as condições impostas pelo outro, se refere a algo formatado, pronto para ser usado.

Se pensarmos em relação a cursos e programas para as empresas, tais produtos serão pertinentes na medida em que estou em busca de soluções direcionadas, específicas e rápidas.

Neste caso, para ser assertivo, você já deverá ter a clareza e a certeza de sua escolha. Por exemplo: pretendo comprar um software para fomentar a cultura de feedback dentro da empresa. Ok! É só realizar uma busca e voilà, seu desejo foi atendido.

Já o produto personalizado/customizado permite a amplitude de escolha, de deixar as coisas conforme o seu jeito.

Poder escolher é ter liberdade de fazer algo que lhe convenha, que acredita e que esteja personalizado, de acordo com você.

Voltando para as organizações, sabemos que as demandas são diferentes, as necessidades são diferentes, as empresas pensam de formas diferentes, então, por que não atender identificando e respeitando sua diversidade?

Porém, quando optamos por algo personalizado, o tempo pode ser empecilho para aqueles que buscam uma alternativa imediata.

E você? Qual seria a melhor solução para a sua empresa?

“Produtos de prateleira”? Personalizados/customizados? Ou as duas opções?

Cabe a reflexão sobre quais alternativas estão de acordo com cada momento e direcioná-la conforme sua necessidade.